O Marketing Consciente


Dan Kennedy numa das suas mensagens chama a atenção que se pedirmos a um empresário para listar os ativos do seu negócio por ordem de valor em dinheiro, ele refere imóveis, equipamentos, contas a receber, propriedade industrial, marcas etc e normalmente esquece-se de referir os seus clientes. O ativo mais importante de uma empresa são os seus CLIENTES, pois, sem vendas, não sobrevive.


Pode ficar sem equipamentos, sem pessoal, sem stock, mas se ficarem os clientes, em 6 meses terá tudo de volta!

Basta calcular quanto gastou para conseguir cada cliente seu, para perceber que esse é o seu maior investimento.


A chave para manter os clientes o tempo suficiente para obter o máximo retorno do seu investimento é um conceito de marketing chamado princípio do topo da consciência, muito usado no marketing direto.

O Marketing Consciente não é diferente do Marketing tradicional na sua estrutura, pois são utilizados os mesmos conceitos, bases e ferramentas. O que difere são os princípios, valores, mensagem e propósito.

Se analisar o seu mercado, clientes e concorrência , o que está errado e o que gostaria de fazer diferente, pode ser que encontre o seu propósito. Torne-se líder dessa causa e uma referência nesse assunto e verá que irá atrair pessoas alinhadas com essa causa. Todas as suas decisões, comunicações e ações serão baseadas no propósito definido.


O propósito é a base de um negócio e é por causa dele que seu negócio existe.


Deve ter um propósito bem definido, porque é aqui que entende o porque você faz o que faz e como promove algum impacto positivo no mundo.


É sobretudo na sua comunicação que o marketing consciente faz toda a diferença, ao colocar as necessidades do cliente à frente do produto ou serviço que se quer vender, numa tónica mais humana e empática.


O marketing consciente visa colocar as necessidades e desejos do cliente em primeiro plano.

Em vez das metas de receita e de vendas do negócio como acontece no marketing tradicional que não se preocupa com a forma como as compras impactam o seu cliente, o marketing consciente capacita o cliente a tomar a melhor decisão de compra para o seu bem-estar e estilo de vida.


Os bens imóveis são um princípio fundamental, mas, muito oneroso e que mexe com o bem estar e estilo de vida e decididamente não são uma compra por impulso, pelo que faz todo o sentido alinhar os seus esforços de marketing e vendas com os valores dos seus clientes e ter um interesse genuíno em resolver os problemas do seus clientes e, ao mesmo tempo, fornecer valor à sua comunidade.


A intenção do Marketing Consciente é, justamente, evitar a compra irracional, onde o ato da compra reforçará a identidade e existência do próprio consumidor no mundo: aquilo que acredita, defende e pelo que luta.


Entender como o marketing consciente funciona e como usá-lo pode aumentar a fidelidade do seu cliente e aumentar a sua receita futura, pois, terá um envolvimento ativo a ajudar os seus clientes a tomar decisões de compra informadas que terão o melhor impacto nas suas vidas.


O envolvimento com o consumidor pode ocorrer em 3 níveis:

Uma excelente experiência do cliente, uma conexão emocional ou uma identidade partilhada.



O nível mais alto de conexão ocorre quando os clientes não só reconhecem, mas, reconhecem e sentem alguma conexão emocional com o propósito central e com os valores da marca, como no Nível 2, mas também compartilham esses valores ao definir o seu próprio autoconceito. Ou seja, a conexão de nível superior permite que o consumidor comece a identificar-se e a procurar compartilhar uma identidade consigo. Nesse nível mais alto de conexão, os clientes sentem-se particularmente conectados consigo e compartilham os seus ideais e visão, podendo actuar como extensões virtuais da sua marca/empresa, servindo como defensores, líderes de opinião e embaixadores da marca.


O marketing consciente atrai clientes, pois, os consumidores ao sentirem que respeita as suas necessidades e se alinha com os seus valores, podem sair da concorrência e passar a ser seus clientes, como até aconselhá-lo a outros com o boca a boca.


Quando os produtos e serviços satisfazem o objetivo original do cliente que opta pelos mesmos de forma consciente e informada é mais provável que ele continue a fazer negócios consigo e a recomendá-lo a outras pessoas, pois, aprecia a integridade e gosta de trabalhar com quem apoia os seus ideais.


Através do marketing consciente constroem-se relacionamentos positivos com o consumidor. A transparência ajuda a construir confiança com os consumidores e a estabelecer um relacionamento mutuamente benéfico.


A honestidade sobre as suas atividades e ofertas existentes para que tenham todas as informações necessárias para uma escolha informada, assim como a demonstração de apreço ao lhes demonstrar que eles são a razão do seu sucesso, incentivam-no a continuar a apoiar a sua marca e a fazer negócios consigo aumentando a fidelidade, o que significa mais negócios e mais referências.


O marketing consciente dá prioridade às necessidades e desejos do cliente, pois, permite que recolha informações sobre os seus problemas e preocupações e, em seguida, resolva esses problemas de forma proactiva, atendendo o seu cliente de forma mais eficaz e fazendo-o sentir que lhe está a apresentar soluções para problemas pessoais ou a contribuir para uma mudança social positiva.


O surpreendente é que a maioria dos empresários não conhece bem os seus clientes e não os consegue descrever em detalhe. E se não consegue ver claramente o seu alvo, é difícil acertar.


Muito se diz que a imobiliária é um negócio de pessoas para pessoas.


Então vamos fazer isso mesmo e pensar nas pessoas, nas suas necessidades, resolver-lhe os problemas, proporcionar-lhe bem estar, com empatia, transparência e honestidade.


Atualmente, os clientes não buscam apenas um produto ou serviço. Eles querem estabelecer um relacionamento com as marcas — especialmente aquelas que demonstram um posicionamento ético e compartilham os seus valores.

Garanta que as suas atividades de marketing estão alinhadas com o seu propósito maior – o porquê do que você faz.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Manoush Zomorodi explica o que acontece se nunca ficarmos entediados. Quando ficamos entediados o nosso cérebro entra num modo chamado “default”. O nosso corpo entra em modo auto-piloto enquanto dobra