# Os Hashtags na Imobiliária

Como vai o seu marketing digital?


Costuma publicar nas redes sociais? Tem site pessoal? Está familiarizado com as várias plataformas e o melhor modo de proceder para que os seus posts sejam visiveis?


O marketing digital já é uma realidade que se vem a impor há uns anos, mas, com a pandemia o Mundo mudou e tornou-se repentinamente mais digital do que nunca. As pessoas foram para tele-trabalho, criaram-se grupos de discussão, plataformas como o Zoom, Teams e outras rebentaram pelas costuras e houve dias em que a net quase nem funcionava, tal era o tráfego diário.

Bastam 2 dias para o ser humano adoptar novos hábitos, para o bem e para o mal. O certo, é que sei de quem nunca tinha tido uma conta no FB e finalmente a criou e também entrou noutras plataformas que até aí tinha alguma resistência e ainda está a aprender. Como surgiram novas plataformas e muitas alterações às existentes. Para além disso, apps de comunicação e partilha, muito fáceis de usar nos dispositivos móveis ganharam cada vez mais adeptos, como o WhatsAp, o Telegram, o Trello, etc.


Assim, esta realidade não passou ao lado da imobiliária e o agente imobiliário tem de estar presente no universo on line pelo facto de a sua audiência estar lá e porque num mercado de stock baixo, a competição por angariações é muito elevada, tornando cada vez mais premente ao agente posicionar-se como um especialista na sua área e atrair leads onde é mais fácil as encontrar.


Na atividade imobiliária necessitamos de, para além de promover os nossos imóveis, interagir e fazer contactos, criar audiência e comunicar com ela regularmente. Hoje essa busca, difícil na rua e no mercado off-line, torna-se premente no online.


Nāo nos devemos limitar a divulgar angariações, o que vendemos ou os prémios recebidos. Devemos diversificar e, acima de tudo, ser informativos. Dar informação de valor ao nosso público-alvo.

É bom que os nossos amigos, conhecidos, clientes ou seguidores se apercebam que somos humanos e profissionais conhecedores do mercado e dos detalhes imobiliarios e nos reconheçam como especialistas imobiliários e de uma área geográfica, para nos considerarem como o primeiro agente a contactar em caso de uma necessidade imobiliária. Posicionar-se como um especialista na sua área é uma das maneiras mais seguras de atrair leads.


Esta atividade social, mais de bastidores, é muito trabalhosa e carece de conhecimento, consistência e regularidade. Por ser um contacto mais impessoal e global que o contacto directo, requer alguma originalidade, com uma constante criação de conteúdos e atualização de normas, porque as regras usadas pelas diferentes redes sociais vão alterando e podem diferir entre elas.


Estou até agora a falar de uma ação passiva, sem custos. Não estou a considerar publicidade paga, mas, do que é conhecido como marketing orgânico (não pago) e cujo sucesso depende da interação com o público alvo, da quantidade de visionamentos, de cliques e de comentários, os quais vão aumentar a visibilidade da sua publicação ou do seu perfil ou página, sem custos monetários diretos. Logo, a qualidade e consistência dos conteúdos é um fator primordial.


Para além do tipo de conteúdo e do que escreve ser importante, os hashtags dos seus posts podem aumentar o seu envolvimento e sucesso digital!





O que é um hashtag? Hashtag é um a ou um composto de palavras-chave, precedido pelo símbolo cardinal (#), amplamente utilizada nas redes sociais.

As Tags, são etiquetas ou palavras relevantes que associadas ao símbolo #, se tornam hashtags.

formam como que um hyperlink que agrupa os assuntos que contêm essa palavra-chave assinalada.


Assim, ao fazer um busca por essa tag, vão aparecer os conteúdos que a usaram. É, portanto, uma forma de organizar conteúdos sobre o mesmo assunto na internet.

Além de servir como uma espécie de indexador, a hashtag também se propõe a ser um mecanismo para aumentar o alcance e engajamento de um conteúdo.


A maior parte das pessoas que utilizam as redes sociais sabe que, ao clicar num desses termos, será direcionada a um feed específico. Nele, estão as publicações mais recentes e relevantes relacionadas a essa hashtag. Pelo que é um sinalizador do nosso post e uma forma de se chegar a um público qualificado.


Por isso, a escolha das hashtags é muito importante no alcance do seu post e da adesão que consegue nas redes sociais, Facebook, Instagram, LinkedIn, Twitter ou TikTok.

1 - Hashtags de Marca

Se pretende gerar brand awareness, ou seja, consciência de marca, use hashtags com o seu nome, a sua marca, ou agência para se posicionar no seu mercado. Devem ser exclusivas e não confundíveis, por exemplo se tiver um claim ou slogan que o identifique use-o sempre.

#oseunome

#a sua agencia

#asuamarca

#oseuslogan


2 - Hashtagds de Assunto

Utilize tags específicas do conteúdo, palavras-chave do assunto, como por exemplo, #arrendamento,

#impostos, ou especifique ainda mais,

#IMT,

#IMI,

#maisvalias, etc


3 - Hashtags Genéricos de Imobiliária

Use palavras chave gerais do mercado imobiliário, porque elas estão na base do interesse do seu público. Mas, nao as use em exagero, precismanente porque sao,palavras muito genericas e as mesmas tags sao usadas por todos os concorrentes, o que pode ser menos eficaz, tais como: #imobiliaria

#AgenteImobiliario

#ConsultorImobiliário

#RealEstate

#CasaÀVenda

#Imovel

#Propriedadeàvenda

#Angariação

#Vendido

#ForSale

#openhouse

#Àvenda

4 - Hashtags Específicos de Imobiliária

Assim, sempre que possivel seja mais concreto ou específico nas Hashtags imobiliárias, para não correr o risco de se perder na multidão, acrescentando tags específicas da angariação, da localização ou da marca

#VendeApartamentosEmprendimento

#condominio

#logradouro

#VistaMar

#imoveis[nomedoagente]

#montealentejano

5 - Hashtags de Posicionamento

Se tem uma zona de posicionamento ou quer ter mais impacto numa determinada área geográfica deve usar hashtags específicas desse mercado, para que os vendedores e compradores dessa area ou com necessidades imobiliárias nessa zona o consigam encontrar mais facilmente. Por exemplo:

#CasasÀVendaEmLisboa

#MoradiaaVendaEmAmadora

#VendeApartamentoT3AguasLivres

#nomedoAgente[Cidade]

#Openhouse[Bairro]


6 - Hashtags de Campanhas

Neste caso, a ideia é chamar a atenção do público com uma hashtag que remeta a uma promoção desconto ou baixa de preço, ajudando a publicação promocional a viralizar, aumentando o alcance da sua publicação

#baixadepreço

#ofertadeescritura

#openhouse

#campanhadesaldos


Como e quantas hashtags se podem ou devem usar num post ou legenda nas redes sociais?


Como disse antes as regras de rede para rede diferem, não só quanto ao formato ideal de fotos, ao tamanho do texto e ao número de hastags usado. Não exagere e pense sempre nas tags mais relevantes, específicas e curtas. Não use espaços entre as palavras. Use maiúsculas para melhorar a legibilidade em conjuntos de palavras.


Twitter: Foi aqui que começaram as Hashtags. O Twitter embora não tenha limite de hashtags, cada post está limitado a 280 caracteres, incluindo o texto das hashtags, pelo que deve dosear, mas, usar o mais que puder. No mínimo 2 hashtags por post.

As hashtags do Twitter tendem a ser mais relacionadas com temas do momento.

Para publicar uma hashtag no Twitter, basta incluí-la num tweet publicado a partir de uma conta pública. Tenha em mente que, se a conta não for pública, as outras pessoas não poderão visualizar seu tweet ao pesquisar pela hashtag.


Instagram: Permite 30 hashtags por post, mas, normalmente não deve ultrapassar as 8. Ao contrário do Twiter e do FB, no Instagram quanto mais hashtags utilizar, melhores resultados terá, mas, o ideal é que use menos de 10, ou o seu post pode acabar por ser considerado spam pela rede social, diminuindo o seu engajamento.

O uso das hashtags no Instagram é obrigatório, pois, se nao usar, não é visto. Basta incluí-la num post feito a partir de uma conta pública.

Outra diferença interessante em relação ao Twitter e Facebook é que, quando começa a digitar uma hashtag no seu post, ao inserir o símbolo #, o Instagram imediatamente começa a sugerir hashtags, baseado na popularidade.


Facebook: Não tem limite de hashtags, mas, nao use mais do que 2 hashtags por post.

Há quem seja contra o uso de hashtags no Facebook, pois, não são usadas em conta para aumentar a visualizaçao dos seus posts. Aliás, utilizar muitas hashtags no Facebook não é eficaz. O número de interações diminui conforme o de hashtags aumenta.

Contudo se fizer uma pesquisa por palavras no Facebook, o seu post pode aparecer na busca se usar essa palavra em hashtag.

Embora, seja uma rede social em que o uso de hashtags ainda não é tão forte, o FB tem mais opções de visualização para os resultados de uma busca por hashtags.

A melhor maneira de usar as tags no Facebook é utilizá-las com fotos ou vídeos, que são as mídias com maior retorno nessa rede social.


Youtube: Use hashtags específicas e genéricas para aumentar o alcance de visibilidade do seu vídeo.

Evite usar muitas hashtags. O Youtube deixa bem claro que diminui o alcance de vídeos que contém muitas hashtags e anula o efeito de qualquer vídeo que contenha mais do que 15 hashtags.

Além disso, vídeos com uso excessivo de hashtags estão sujeitos a remoção.


TikTok: Não há limite para hashtags, mas só podem usar-se 100 caracteres pelo que use 1 ou 2 pequenas hashtags


LinkdIn: Também aqui a própria plataforma depois de construir o seu post e a legenda, vai-lhe sugerir os hashtags. Escolha 2 ou 3 ou melhore o que lhe for sugerido. Esta rede é a mais profissional e séria. Onde os usuários até podem ler mais, mas, interagir menos. Não abuse das hashtags porque além da poluição visual, o uso excessivo faz com que as pessoas acabem por não ler ou não ler tudo.



gif

Conclusão


Usar bem e boas hashtags nas redes sociais pode ser uma mina de leads qualificadas para e uma forma de se manter destacado da concorrência.

Não utilizar hashtags é desperdiçar possibilidades

#UseHashtags


Bom trabalho e boas leituras!


Clarisse Macedo


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Manoush Zomorodi explica o que acontece se nunca ficarmos entediados. Quando ficamos entediados o nosso cérebro entra num modo chamado “default”. O nosso corpo entra em modo auto-piloto enquanto dobra