top of page

Reciclar com inovação numa perspectiva empresarial. O destino de uma carcaça de um avião abandonado.


Lembram-se daquele avião abandonado junto ao aeroporto, o Convair 880, que durante anos fez parte da paisagem da Segunda Circular, em Lisboa junto ao aeroporto da Portela?


Foi adquirido por um Empresario da noite que o mudou do aeroporto para um terreno do outro lado da 2a circular e o transformou em discotec/bar – “O Avião” – e depois foi transformado em restaurante que até teve algum sucesso pela originalidade.

Mas, a novidade rapidamente se desgastou e o aparelho foi transformado num clube de striptease e bar de alterne que acabou pelo fim trágico do dono que foi assassinado em

2007, o dono foi assassinado, com uma bomba no carro em que viajava.


E em 2008, o aparelho fii desmantelado e vendido à peça!

Um triste final.!


Então veja como em Bali foi aproveitado um avião abandonado.


Em Bali um Boeing abandonado foi transformado numa moradia de luxo com piscina.

Vamos observar desta vez um Boeing 737 que foi comprado em 2021 por um empresário russo chamado Félix Demin e colocado no topo da falésia na costa de Pecatu em Bali.


Qual o motivo de tanta loucura?

Ele comprou a carcaça do avião à empresa indonésia Mandala Air e transformou-o numa villa de luxo, numa semana de trabalho árduo para o montar no alto da falésia com vista para o mar, antes de iniciar o restauro e transformação.


Definido como o primeiro hotel de luxo dentro de um avião, tem dois quartos com camas king-size, estacionamento, heliporto, o cockpit transformado em quarto-suite com banheira circular de pedra, enquanto uma das alas lembra um jardim suspenso sobre um piscina infinita.


A luxuosa villa a jato pode ser alugada para desfrutar das vistas deslumbrantes do Oceano Índico, através do site da agência de viagens Expedia. Dependendo do período, o preço mínimo ronda os 6.780 euros por noite ( uma clientela muito específica).


Polémico? Talvez

Anti-ambiental? Poderá ser?

Inovador? Concerteza!


Mas, esperar e ver se este Boeing tem melhor destino que o nosso Convair 880.


Texto de Clarisse Macedo

Fotos de Félix Demin



2 visualizações0 comentário
bottom of page